Safra
Discografia Composições Fora da Série Notas musicais Rádio

QUASE SILÊNCIO
Compositor(es): XICO BIZERRA e JULIANO HOLANDA


ENTRE A NOITE E A LUZ EIS QUE ME CHEGA
A MENINA DO OLHAR TÃO CRIANÇA
ME LANÇA A RESPOSTA ÀQUELA PERGUNTA QUE AINDA NÃO FIZ
E TUDO ME DIZ SÓ COM O OLHAR
NEM UMA PALAVRA E A LAVRA DO VERSO
ACUSA A PRESENÇA E PÕE-SE A CANTAR
 
ENTRE A LUZ E A NOITE EIS QUE ME CHEGA
A MOÇA DO OLHAR ESPERANÇA
ME ALCANÇA COM A VISTA, COM A ALMA E COM TODO O SEU CORAÇÃO
E AÍ TODO NÃO VIRA DEPRESSA
VEM PARA SER SIM E O PINHO NUM CANTO
PROVOCA O MEU CANTO, ME PÕE A CANTAR
 
E O TEMPO, ENTÃO MUDO, MOSTRA QUE TUDO
É UM QUASE BARULHO ...
OU UM QUASE SILÊNCIO ...

JÁ SEM LUZ E SEM NOITE EIS QUE ME CHEGA
A MULHER DO OLHAR TÃO MADURO 
E ASSIM NO ESCURO SÓ VEJO QUE O NADA É TUDO O QUE VEJO
ME VEM O DESEJO, HORA DA CURA
VEM, SE DEMORA, A LÁGRIMA CALA
E A MINHA NÃO-FALA NÃO DEIXA CANTAR

E O TEMPO, ENTÃO MUDO, MOSTRA QUE TUDO
É UM QUASE BARULHO ...
OU UM QUASE SILÊNCIO ...

O MEU SILÊNCIO É MINHA AUTO-PUNIÇÃO, MINHA MUNIÇÃO, MINHA VERBORRAGIA; DEIXO QUE OS OLHOS DIGAM O QUE NÃO POSSO, NÃO QUERO, NÃO TENTO, NÃO DEVO MAIS. MEU DESENHO MUDO É A CONEXÃO QUE ME RESTA (ALMÉRIO)